Pornopop ia Zeca um ex cineasta marginal que ganha a vida fazendo comerciais de marcas obscuras Quando assume o compromisso de filmar um an ncio para uma f brica de embutidos sugado por uma espiral de sexo e dro

  • Title: Pornopopéia
  • Author: Reinaldo Moraes
  • ISBN: 9788573029444
  • Page: 190
  • Format: None
  • Zeca um ex cineasta marginal que ganha a vida fazendo comerciais de marcas obscuras Quando assume o compromisso de filmar um an ncio para uma f brica de embutidos, sugado por uma espiral de sexo e drogas Depois de se ver envolvido com a morte de um traficante, o protagonista foge para uma cidadezinha praiana, onde d continuinidade sua saga de atmosfera beatnik.

    Je vais bien ne ten fais pas pdf quedownvertchar Pdf Fotografia Digital reads Pornopop ia reads A Com dia Dos Erros Cole o L pm Pocket reads Par Pwet invit Le meilleur temps sur km par Curtis invit .

    • [PDF] ↠ Unlimited ☆ Pornopopéia : by Reinaldo Moraes ✓
      190 Reinaldo Moraes
    • thumbnail Title: [PDF] ↠ Unlimited ☆ Pornopopéia : by Reinaldo Moraes ✓
      Posted by:Reinaldo Moraes
      Published :2019-04-25T17:48:45+00:00

    About “Reinaldo Moraes

    1. Reinaldo Moraes says:

      Reinaldo Moraes Is a well-known author, some of his books are a fascination for readers like in the Pornopopéia book, this is one of the most wanted Reinaldo Moraes author readers around the world.



    2 thoughts on “Pornopopéia

    1. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!! NÃO POSSO!!!! AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!! Creio ter sido essa a oração exclamativa que mais utilizei ao ler esta formidável saga porno-trágico-cómica ou trágico-porno-cómica ou comédia-trágico-pornográfica, com aspirações a epopeia hilariante escrita no mais absoluto e quase obsceno, se não fosse tão divertido, vernáculo próprio da linguagem produzida pela pátria amada, idolatrada, salve, salve!! É um livro q [...]

    2. Bem, o que dizer sobre este livro? Quando o comecei a ler, eu estava longe de imaginar quão extenso e explícito seria o seu conteúdo. Mas, convenhamos, um livro cujo título é construído com recurso ao prefixo “Porno-” só por si já era suficiente para ter uma ideia do que aí viria. No entanto, por outro lado, olhar para o título seria extremamente redutor, e levaria o leitor a deixar de lado um livro cheio de surpresas (sim, e sexo também).Reinaldo Moraes conta a história de Zeca, [...]

    3. Classificar Pornopopéia como um livro bom para ler nas férias é um pouco perigoso. se se é homem, e se a mulher der uma espreitada.misoginias à parte, este Reinaldo é um génio. ele veste e despe as palavras de roupas e de sons que ainda nem foram inventados. daí que na maior parte das vezes, e sem o google ao lado, houve muita palavra que eu não percebi. e que nem precisei! há coisas que tiramos pelo sentidopara-lo a bukowski, não me parece ser o mais correto, só por que o assunto é [...]

    4. Demorei para engatar esse livro, com uma mistura de Bukowski, Burroughs, Phillip Roth com cinema da Boca, encenando um narrador deveras horrível, me parecia que ele não estava fazendo nada de novo, apenas reciclando uma vibe pós moderna. Manja o Portnoy do Roth? Nosso narrador é um Portnoy que não tem superego (que no caso do Portnoy é a cultura judaica), nadica de nada, não é apenas o estilo literário dele um fluxo de consciência e sim suas próprias atitudes. A verdade é que é um p [...]

    5. Sujo. Esse é um livro sujo da melhor qualidade. Não leia se você tem problemas com drogas, cenas de sexo explícito e protagonistas imorais e egoístas. Se, para você, assim como pra mim, livros são uma ótima forma de viver uma vida diferente da sua, seja bem vindo à mente doentia do Zeca.

    6. é genial como ele usa a língua, a oralidade, o rompimento com a pompa que separa nosso português falado do escrito. Mas depois de trezentas e tantas páginas, tanto trocadilho cafajeste fica cansativo.

    7. Confesso que li um terço, achei genial, mas dei por mim a achar que era xoxota a mais. Pode ser que lhe volte a pegar em doses moderadas.

    8. Não é fácil escrever sobre este livroCom uma linguagem explicita, nada recomendada aos espíritos mais sensíveis, conta-nos uma história muito divertida.

    9. Zeca, o anti-herói do livro consegue cativar o leitor já nas primeiras linhas, é meio malandro, meio trapalhão. Um macunaíma moderno.O texto é incrível, engraçado e muito bem escrito. Nota 10! Só achei o livro muito grande e chato de carregar pra cima e pra baixo (já que depois que você começa, fica complicado largar o livro) A editora poderia ter dividido o livro em 2. Assim a parte I ficaria com o hilário caso da "surubrâmane" e a segunda com a fuga da cineasta. Reinaldo Moraes [...]

    10. Um livro excelente pra dar risadas. Se você já viveu um pouco na vida boêmia de São Paulo, fica melhor ainda! Cada ato mundano é muito bem descrito com um vocabulário próprio que tem graça por si só: a mesa grudenta do boteco, a fissura por mais um entorpecente, os bons e maus sexos, e assim por diante.Ademais, é uma boa história pra te lembrar que a vida pode virar de cabeça pra baixo - e que você precisa fazer muita merda pra isso.

    11. O Bukowski brasileiro. Cruel, cru, a crónica do malandro do séc XXI. Umas valentes gargalhadas com as personagens e o vocabulário.

    12. Eu tive um primeiro contato com Pornopopéia como um livro relacionado ao "Medo e Delírio em Las Vegas", que eu já tinha lido e gostado muito.Não consegui pegar este pra ler assim que eu quis, só consegui ler um trecho em um site e depois tive que esperar mais de seis meses para finalmente por as mãos nele. E que experiênciaPornopopéia é uma estória Ao mesmo tempo uma coletânea de contos eróticos. Estamos acostumados a ler contos eróticos na internet protagonizados por jovens super a [...]

    13. Foi divertido, é verdade. Ri alto as vezes. E aprendi tantos sinônimos de "vagina" quanto nunca vou precisar saberMas li este livro por causa de um artigo no London Review of Books, uma citação de que está estampada na capa: "A mais recente granada literária." Mas a frase completa é: 'The latest literary grenade, Reinaldo Moraes’s scabrous novel Pornopopéia, which takes [capitalism/"the market"] directly as a target, could prove more difficult [for capitalism/"the market"] to digest.' [...]

    14. Tenho uma categoria particular em minha coleção: Vagabundos e prostitutas,Pornopopéia tem o primeiro lugar nesse quesito, tudo de sujo e pornográfico esta nesse livro, chocante, intrigante e cativante, se você curte personagens imperfeitos e complexos você precisa ler Pornopopeia.

    15. Escrita leve com muita droga, sexo e rock n roll. Agradável leitura de praia, bem ao estilo da silly season

    16. Sujo, indecente, incorreto, imoral, absurdo, mas extremamente divertido. Uma overdose de humor politicamente incorreto para esses tempos de caretice.

    17. Muito bom! Parecia mais que a gente tava sentado num bar tomando cerveja, enquanto o protagonista contava a história.

    18. Romance bem escrito, cheio de humor escrachado, descrições bem trabalhadas e Zeca, um cineasta marginal que não suporta dois dias de realidade insípida sem o estímulo de doses cavalares de drogas e sexo e que em sua picaresca malícia 'filopoética' lembra os anti-heróis de F. Céline e P. Roth. Ressalvaria apenas o fato de que o autor beirou o inverossímil sem necessidade em algumas cenas e arranjos narrativos. O final também me pareceu abrupto, com uma reticência folhetinesca prenunci [...]

    19. Esse é um daqueles livros que eu queria ler há tempos, comprei ano passado e só consegui ler agora. O livro é envolvente e o personagem, Zé Carlos, é um canastrão bom de papo simpático, meio misógino e boçal também. O barato todo do livro é que ele é divertido pra burro, e há situações bastante hilárias. A história toda parece estar descambando pra um desastre.

    20. This is a very enjoyable read, made me laugh out loud a few times. Great dialogues, great characters. The story also made me think, with the self-destructive, hedonistic character who takes the expression "living in the present" to the extreme. He shows no concern whatsoever to the consequences of his actions, either to himself or to others. Still, he is very likeble, and believable. Great work. Not sure why I don't give it 5 stars.

    21. Muito divertido. À medida que a espiral de sexo, idiotice e irresponsabilidade se aprofunda, assistimos ao naufrágio da personagem, ao mesmo tempo que observamos a lenta alteração da imagem que ele tem de si mesmo A ler. Primeiro estranha-se o português (do Brasil), depois entranha-se. O português é de facto uma língua fantástica!

    22. Épico, divertidissimo, não consegui parar de ler. Sexo, drogas e muita besteira em paulistanês! Vetado aos pobres de espirito e aos moralistas.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *